Blinde sua mente contra as consequências da zombaria

Ofensas aparentemente inofensivas, são disparadas o tempo todo entre grupos de amigos.

São piadas, zombarias, chacotas, enfim, brincadeiras despretensiosas sem utilidade específica mas que possuem um efeito inconsciente desastroso.

Eu mesmo já fui vítima dessas brincadeiras inúmeras vezes e, muitas vezes, ri delas junto com os amigos.

Na maior parte das vezes, essas zombarias têm como alvo algo que não consigo fazer bem, uma incapacidade, ou algum defeito físico, algum cacoete ou sotaque, uma falta de riquezas, uma roupa mais simples, um carro mais velho…

Enfim, há sempre alguma característica negativa sobre nós que servirá de “matéria-prima” para essas pessoas.

Estudos avançados de neurociência indicam que a constante repetição dessas informações negativas forma crenças inconscientes na mente e essas crenças, por sua vez, bloqueiam a evolução pessoal, por limitarem a visão positiva sobre a identidade, a capacidade e o merecimento.

Ou seja, além de eu precisar conviver comigo mesmo e com meus próprios defeitos, lutando todos os dias para superá-los, ainda preciso me blindar contra essa constante repetição das outras pessoas me lembrando muitas e muitas vezes sobre minhas características negativas.

Essa repetição “inocente” vai se transformar em uma verdade muito forte dentro da minha mente e vai bloquear meus avanços e minha evolução, dificultando meus objetivos de eliminar esse defeito e seguir adiante.

Então, como vou fazer para resolver isso? Devo brigar com todo mundo que zombar de mim?

Claro que não. Fique calmo. Existem maneiras muito mais simples e mais eficazes de se proteger dessas brincadeiras de mau gosto.

Perceba que as brincadeiras geralmente são feitas sobre as características que mais me fazem sofrer, sobre aquelas características que mais me afetam, me frustram e me entristecem.

E nesse momento o ciclo se fortalece, porque já conheço aquele defeito, sofro por ele e agora as outras pessoas o notam e fazem questão de me lembrar dele, ampliando a minha crença negativa e me entristecendo e frustrando cada vez mais.

Por outro lado, todas as pessoas possuem muito mais características positivas do que negativas, mas se esquecem disso, porque se concentram apenas nas negativas durante a vida, deixando de lado todas as coisas boas sobre nós mesmos, do que somos capazes e do que merecemos.

Então, a solução está em “lembrar” o nosso cérebro que somos bons, que somos capazes e que possuímos muito mais qualidades do que defeitos.

E, lembrando a minha mente das coisas boas sobre mim, vamos ajudá-la a “esquecer” das características negativas, alterando o ciclo e avançando para uma nova realidade potencial.

E como fazer isso?

É muito simples, e você pode começar a fazer isso hoje mesmo.

Em primeiro lugar, não ria dessas brincadeiras. O sorriso libera ao cérebro um neuro-hormônio chamado Endorfina, que causa satisfação e bem-estar.

E ao rir de uma brincadeira de mau gosto que te faz sofrer, você está mostrando para a mente uma imagem negativa e gerando para o cérebro, ao mesmo tempo, bem-estar. Isso vai causar um “bug” mental, porque se uma imagem negativa gera bem-estar, então seria bom permanecer com aquele defeito para sempre, porque você está avisando sua mente que aquela característica ruim é boa.

Entendeu o “bug”?

Sua mente vai fortalecer aquele defeito, achando que é uma coisa boa, ao invés de te ajudar a se livrar dele.

Então, lembre-se, não ria dessas piadas e não fortaleça essa imagem ruim para a mente.

Em segundo lugar, vamos à parte prática que vai te salvar dessa armadilha.

Pegue papel e caneta, reflita um pouco, lembre de quem você é e de tudo o que você já conquistou, e escreva uma lista com 30 características positivas sobre você, iniciando cada uma como a expressão “EU SOU…”

Após terminar a sua lista, leia ela por completo, em voz alta, de preferência de frente para o espelho, fortalecendo suas crenças.

Nos dias posteriores, repita essa leitura, reforçando e lembrando sua mente de tudo o que você é bom e capaz. Com o tempo, aumente sua lista e repita todos os dias.

Esse exercício simples vai deixar seu cérebro mais forte e blindado contra as zombarias bobas, e logo você vai perceber que elas realmente não te afetam mais, porque agora você sabe exatamente quem você é.

Aceite esse desafio, viva sua plenitude. Pratique, reforce, blinde-se.

Um mundo muito melhor espera por você.

 

📌 Juliano Campestrini

Especialista em Desenvolvimento Pessoal e Mapeamento de Perfil Comportamental, Palestrante e Treinador, Professor Universitário, Advogado e Empreendedor.

Instagram: @juliano.campestrini

Comentários

You May Also Like

Acorde amanhã mesmo mais produtivo

Os erros mais comuns em uma entrevista de emprego em inglês

Como manter o foco no objetivo?

Como elaborar Metas e Objetivos Positivos